Fontes

A maioria das informações vêem com a devida validação abaixo da publicação. Algumas não foram possíveis de indicar a fonte, mas demos à informação o valor e a importância que mereceu e esperamos poder validá-la com posteriores pesquisas.

Felipe de Moura Accioli (Accioly) - Descendência

1. Felipe de Moura (Accioly) – Vereador da Câmara de Olinda (1692). Moço Fidalgo. Cavaleiro da Casa Real. Alcaide-mor de Olinda, por carta régia datada de 20.03.1705, em remuneração dos serviços de seu pai, sendo seus padrinhos Manoel Pinto e Manoel de Oliveira Miranda, ambos Sargento-mor dos dois terços de Infantaria paga. Comendador de São Miguel da Ribeira Dio da Ordem de Cristo, que pertenceu ao seu tio materno D. Francisco de Moura. Senhor da Ilha Graciosa e do Conselho do Estado, por carta régia de 25.05.1685. Irmão da Santa Casa da Misericórdia, com termo assinado em 26.03.1678.
C 01- D. Margarida Accioly, já casada em 1678 – Filha de seu tio paterno João Baptista Accioly e de D. Maria de Mello. Filhos:
1.1- João Baptista Accioly c.c. D. Brites de Almeida e depois com D. Anna Carneiro de Mesquita;
1.2- Zenóbio Accioly de Vasconcelos c.c. D. Adriana de Almeida;
1.3- Francisco de Moura Rolim c.c. D. Joanna Carneiro da Cunha (s.g.), depois c.c. D. Rosa Francisca de Barros (s.g.) e por último c.c. D. Maria José da Silveira (c.g.);
1.4- D. Rosa Pereira de Moura c.c. Jacinto de Freitas Accioly (c.g.) e depois c.c. Simão Gonçalo Ribeiro (s.g.)
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08

1.1- João Baptista Accioly – Filho de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de João Baptista Accioly e de D. Maria de Mello. Segundo Borges da Fonseca vivia em 1761, já idoso no seu engenho Tabatinga. Capitão. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Senhor do engenho Tabatinga ou Itabatinga/Ipojuca.
Nota: João Baptista Accioly de Moura guardou a nomeação de Cosme Dias da Fonseca como Fidalgo da Casa Real, nomeado em 27/03/1638, depois de seu falecimento. Esse documento foi mostrado a Borges da Fonseca.
C 01- D. Brites de Almeida, sua prima – Filha de José de Barros Pimentel (Capitão-mor da Vila do Bom Sucesso de Porto Calvo/AL) e de D. Maria Accioly (Título da família Barros Pimentel).
1.1.1- Felipe de Moura Accioli c.c. D. Adriana Tereza de Melo; 1.1.2- João Baptista Accioli de Moura c.c. D. Teresa Micaela Pacheco de Faria; 1.1.3- Simão Accioli de Vasconcelos – Solteiro; 1.1.4- Antônio José de Moura – Solteiro; 1.1.5- D. Ignez Francisca de Moura c.c. Dr. Lourenço de Freitas Ferrás e Noronha; 1.1.6- D. Margarida de Moura – Solteiro; 1.1.7- D. Lusia Francisca Accioli c.c. Manoel Gomes de Mello;
C 02- D. Anna Carneiro de Mesquita – Filha do Capitão João Carneiro da Cunha (senhor do engenho do Meio/Recife-Várzea) e de D. Anna Carneiro de Mesquita. Filhos:
1.1.8- D. Joanna Manoela de Moura c.c. José Alexandre Salgado de Castro Accioli;
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08

1.1.1- Felipe de Moura Accioli – Filho de João Baptista Accioly e de sua primeira esposa D. Brites de Almeida. NP de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de José de Barros Pimentel (Capitão-mor da Vila do Bom Sucesso de Porto Calvo/AL) e de D. Maria Accioly. Provedor e proprietário da Fazenda Real em Pernambuco, Alcaide-mor de Olinda, herdado após seu falecimento por seu irmão João Baptista Accioli de Moura.
C 01- D. Adriana Tereza de Melo – Filha de Francisco do Rego Barros (Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Provedor e proprietário da Real Fazenda de Pernambuco) e de D. Maria Manoela de Melo. (s.g.)
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 09

1.1.2- João Baptista Accioli de Moura – Filho de João Baptista Accioly e de sua segunda esposa D. Anna Carneiro de Mesquita. NP de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly.  NM do Capitão João Carneiro da Cunha (senhor do engenho do Meio/Recife-Várzea) e de D. Anna Carneiro de Mesquita. Pelo falecimento de seu irmão Felipe de moura Accioli, herdou a Alcaidaria-mor de Olinda. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Capitão de Auxiliares do Terço de Itamaracá. Alcaide-mor de Olinda, por Carta Régia de 21.01.1711, tomando posse em 06.07.1712, sendo seus padrinhos João do Rego Barros (Provedor da Fazenda Real) e Luiz de Albuquerque Maranhão (Capitão-mor).  Senhor do engenho Bom Jesus do Araripe/Itamaraca.
C 01- D. Teresa Micaela Pacheco de Faria – Filha de Antônio Gomes Pacheco (Cavaleiro da Ordem de Cristo. Capitão-mor do Terço de Infantaria) e de D. Maria Coelho de Revoredo. Filhos:
1.1.9.1- D. Brites – Falecida criança; 1.1.9.2- D. Maria Luisa Francisca Xavier Accioli; 1.1.9.3- D. Luisa Margarida do Sacramento c.c. José Jerônimo de Albuquerque Maranhão; 1.1.9.4- D. Josepha Maria Ignácia – Nasceu em 07.10.1753. Afilhada de batismo de Borges da Fonseca; 1.1.9.5- D. Maria Thereza Francisca Xavier Accioli – Nasceu em 25.03.1747. C.01- (?), no Ceará
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08, 09

1.1.9.3- D. Luisa Margarida do Sacramento – Nasceu no dia 06.08.1737. Filha de João Baptista Accioli de Moura e de D. Teresa Micaela Pacheco de Faria. NP de João Baptista Accioly e de sua segunda esposa D. Anna Carneiro de Mesquita. NM de Antônio Gomes Pacheco e de D. Maria Coelho de Revoredo.
C 01- José Jerônimo de Albuquerque Maranhão, seu primo – Filho do Capitão Jerônimo de Albuquerque Maranhão (Fidalgo Cavaleiro da Casa Real) e de sua primeira esposa D. Lusia Margarida Coelho e Andrada.
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08, 09

1.1.5- Ignez Francisca de Moura – Filha de João Baptista Accioly e de sua primeira esposa D. Brites de Almeida. NP de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de José de Barros Pimentel (Capitão-mor da Vila do Bom Sucesso de Porto Calvo/AL) e de D. Maria Accioly.
C 01- Dr. Lourenço de Freitas Ferras e Noronha - Natural da Ilha da Madeira. Tomou posse em 06.04.1728 como Juiz de Fora de Olinda e do Recife, por carta régia de 13.11/1727. Ouvidor do Reino de Angola. Falecido em Angola. Filhos:
1.1.9.6.1- Felipe de Moura Accioli – Viveu na Ilha da Madeira.
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08, 09

1.1.7- Lusia Francisca Accioli – Filha de João Baptista Accioly e de sua primeira esposa D. Brites de Almeida. NP de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de José de Barros Pimentel (Capitão-mor da Vila do Bom Sucesso de Porto Calvo/AL) e de D. Maria Accioly.
C 01- Manoel Gomes de Mello – Filho de Francisco do Rego Barros (Provedor) e de D. Maria de Almeida de Mello.
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 09

1.1.8- Joanna Manoela de Moura – Filha de João Baptista Accioly e de sua segunda esposa D. Anna Carneiro de Mesquita. NP de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly.  NM do Capitão João Carneiro da Cunha (senhor do engenho do Meio/Recife-Várzea) e de D. Anna Carneiro de Mesquita.
C 01- José Alexandre Salgado de Castro Accioli, seu parente – Filho do Capitão-mor João Salgado de Castro Accioli (senhor do engenho São Paulo do Siridó) e de D. Teresa de Jesus Maria.
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08, 09

1.2- Zenóbio Acciaioli de Vasconcelos (Accioly) – Nasceu em Olinda, no início do Século XVII. Filho de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de João Baptista Accioly e de D. Maria de Mello. Militar. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Servia em Ipojuca de 1661. Integrou as tropas do exército pernambucano que combateram os holandeses em Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Bahia. Assinada a capitulação, a 27.01.1654, foi o encarregado de levar ao governador-geral da Bahia a notícia do fim do domínio holandês no Nordeste brasileiro. Em 1681, foi promovido a coronel das cavalarias da ordenança. Alcaide-mor. Comendador da Ordem de Cristo. Senhor do engenho do Meio/Ipojuca.
C 01- D. Adriana de Almeida – Filha do José de Barros Pimentel (Senhor do engenho do Morro/ Porto Calvo-Al. Capitão-mor de Porto Calvo e de D. Maria Accioly. (s.g.)
Fontes:
http://pe-az.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=618&catid=84&Itemid=232
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 8, 9

1.3- Francisco de Moura Rolim – Filho de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de João Baptista Accioly e de D. Maria de Mello. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Ocupou vários postos militares nas Ordenanças. Mestre de Campo do Terço de Auxiliares de Igarassu, por patente Real.
C 01- D. Joanna Carneiro da Cunha – Filha de João Carneiro da cunha (senhor do engenho da Vargem) e de D. Anna Carneiro de Mesquita. (s.g.)
C 02- D. Rosa Francisca de Barros – Viúva de Felipe de Bulhões da Cunha (senhor do engenho Bulhões, antes São João Batista/Jaboatão dos Guararapes), filho de José de Barros Pimentel (Capitão-mor da vila de Porto Calvo/AL) e de D. Maria Accioli. (s.g.)
C 03- D. Maria José da Silveira – Filha de José Gomes da Silveira (natural de Torres Novas. Capitão da Ordenanaça do Recife) e de Ignez de Freitas Barbosa. Filhos:
1.3.1- Francisco de Moura Rolim – Nasceu em 1749; 1.3.2- Felippe de Moura Rolim No ano de 1777 terá 16 anos; 1.3.3- D. Rosa - No ano de 1777 terá 18 anos
Fontes:
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 08, 09

1.4- Rosa Pereira de Moura – Filha de Felipe de Moura Accioly e de Margarida Accioly. NM de João Baptista Accioly e de D. Maria de Mello.
C 01- Jacinto de Freitas Accioly – Filho de Duarte de Albuquerque da Silva e de sua segunda esposa D. Maria de Moura. Proprietário do Ofício de Juiz de Órfãos de Olinda e do Recife. (c.g.)  NOTA: Viúvo de D. Isabel da Câmara de Albuquerque, filha do Capitão-mor Affonso de Albuquerque Maranhão (Fidalgo da Casa Real. Senhor do engenho Cunhau/RN). (c.g.)
Filhos: 1.4.1- Jacinta Alexandrina de Moura Accioly c.c.  João Bento da Silva e Oliveira. (c.g.)
C 01- Simão Gonçalo Ribeiro – Familiar do Santo Ofício. Tenente Coronel, da Ordenança, por patente datada de 15.03.1725. (s.g.)
Fontes:
http://pt.rodovid.org/wk/Fam%C3%ADlia:152495
BORGES DA FONSECA, Antônio Victorino. Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Anais 1926 Vol 48 (21) pág. 198
____________________________________________________________________  Anais 1925 Vol 47 (1). Pág 465


Nenhum comentário: